terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Quem ela é?

Cabelos cacheados, louca, eletrisante, com sede de quero mais, com fome pela vida. Vida que se aproveita, que se vive, essa é a vida...
A vida daquela que pula de tanta ewnergia, que range os dentes sentindo uma senseção estranha e contagiante, que faz o possivel e o impossivel na sua impulsividade.
Aquela menina que sentou no chão, que lambeu até o cartão era eu? Eu que nada, ela era fruto de uma coisa chamada imaginação.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Uma boa Moda de Viola... "Chora viola..."

Música antiga, porém com letra que vai lá no fundo da alma, que marca, tudo bem que geralmente serve para os apaixonados, mas em suma é música com sentido, com letras belas e tocantes, músicas que mamãe ouvia, e que hoje escuto eu com o maior prazer, canto alto e ainda grito: Desce mais uma aí! (Rs)

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Covardes apáticos

O ser humano é covarde por natureza ou pó que é condicionado a isso?

O que vemos facilmente hoje são pessoas covardes, que se escondem e entram em sua “casa” como se fossem um caramujo que prefere se esconder a encarar a realidade.

Pessoas tentam sair sem serem notadas quando algo de errado acontece, e na primeira oportunidade jogam a culpa nos outros, retiram o que falaram e nem sentem vergonha.

É normal atirar pelas costas? É normal falar mal pelas costas das pessoas? É normal ser covarde nesse mundo louco que vivemos não é?!

O conceito de certo, errado, vergonhoso, mudou. Tudo hoje é visto como normal.

Geração de covardes apáticos, isso é o que vemos hoje em dia, e assim vai virando uma bola de neve de novos covardes a cada dia.

                                                                                                 

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

O que seria o amor?

Algo muito questionado e complexo para falar. Muitos não conseguem definir, outros, assim como eu, já dizem que o amor é uma junção de tudo que consideramos bom e essencial para viver.

Compreensão, carinho, paixão, lealdade, atração sexual, admiração, companheirismo, vontade de estar sempre perto da pessoa amada... Amor é tudo isso e mais um pouco, assim como dizia Clarice Lispector, é somando as incompreensões que se ama verdadeiramente. E de fato é, afinal é fácil amar um individuo “perfeito”, mas perfeição não existe, então porque não amar um homem ciumento, que pega no seu pé, que por vezes até parece maluco demais, que ás vezes rola àquela briguinha, mas no final ele te trata bem, é carinhoso e na maioria das vezes te faz sorrir.

Uma pena é quando esse sentimento é banalizado. Casais (geralmente adolescentes) saem algumas vezes com uma pessoal, mas conhece) e já dizem “Meu Amor”, amor é uma palavra magnífica, com um significado mágico, capaz de curar e relevar qualquer coisa problema, o amor é puro, o amor é um sentimento perfeito, porém no verdadeiro amor há imperfeições.

  

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Você por aqui!?


Sim, eu novamente... dei uma sumida, mas voltei, voltei firme e forte. Em breve novos posts, aguardem!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Você diz o que acontece comigo? Eu te dou um doce

Não, não sou mais tão bobinha
Mas também não estou tão mulher assim
Não uso mais desculpas
Falo e faço o que penso
Por isso colho as consequências

Tentei, tentei algumas vezes
Umas deram certo, outras não
Mas e eu agora?
Você quer mais uma dose do meu amargo fel?

Porque ficou pasmo?
Pensei que fazer garotinhas encubadas sofrer fosse seu principal hobbie
Não é?!
Você chegou naquela hora “H” em que eu estava atormentada,
Mexeu com meus sentimentos e sumiu
Acha que fiquei como ao ser rejeitada?
Já sofri piores, mas isso não ficará assim
Eu posso ser anjo ou demônio, você escolhe
Vejo que já fez sua decisão


Chéri, sinto mas sofrerá
Não fique com medo, isso é apenas uma constatação.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Como será a geração dos meus filhos?


Meninas de 9 anos de idade com maquiagens fortes, piercings na barriga, e um linguajar de mulher. Mas como assim? Elas só tem 9, 10 anos, não sabem nada da vida e já se comportam como se soubessem se cuidar sozinhas. Hoje pude presenciar um diálogo entre três garotas e percebi com clareza a diferença de quando era eu que estava ali no lugar delas. Com meus 9 anos eu me contentava com minha vidinha da escola, aos 10 eu pensa em ver tv a tarde inteira, com 11 pensava em brincar na rua, aos 12 pensava em criar meus bichinhos, aos 13 pensava em deixar de se boca virgem (mas tudo com muita discrição), aos 14 comecei a me arrumar, a ter vaidade, aos 15 pensava em ter minha primeira experiência sexual, aos 16 foi a fase rock “n” roll, aos 17 entrei em uma onda hippie/cult... Posso dizer que formei grande parte da minha personalidade, e atualmente aos 18 sou um mix de tudo e falo sempre: “Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.”
Hoje as meninas com 10 anos querem transar, aos 11 conseguem e aos 12 tem a vida sexual mais ativa que a minha se brincar. Pelo menos considero que hoje há menos casos de gravidez na adolescência, as meninas e meninos se cuidam mais, o que é sinal de consciência. Eu me recordo que quando eu tinha uns 13 anos ser mãe ainda sendo uma criança era normal. Isso já mudou um pouquinho, com todos esses métodos anticonceptivos/informação ficou fácil manter uma vida sexual ativa sem engravidar.
Agora falando dos meninos. Não encontro muita diferença entre esses pirralhinhos de agora para os de antigamente. Ou melhor, a diferença esta que agora é moda garotinhos com chapinha no cabelo, maquiagem e tudo mais, mas na real, problema deles, eu só acho que deve ser duro para os pais, mas tudo bem, é a nova geração, né?!
De tudo que eu vejo eu só tiro uma certeza: meus filhos nascerão em um mundo bem mais evoluído que o meu (tanto pro bem quanto pro mau), o pensamento de crianças de 8 anos talvez já será de querer sexo. Espero ter bastante sabedoria para criar meus filhos, isso se tiver né, afinal, pra que filho?     Eu vou primeiro cuidar de mim, me estabelecer profissionalmente, ter uma ótima vida ai sim vou começar a pensar em ser mãe. Ops* Falei igual a minha geração. 

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Eu já fui há várias guerras e voltei, essa é só mais uma. Matando um leão por dia.


“Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.” 
  --Augusto Cury

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

♪ Fique mais, que eu gostei de ter você. Não vou mais querer ninguém, Agora que sei quem me faz bem ♪


Você é especial para mim! Falei isso, fechei os olhos e caiu uma lagrima. Que identificação mágica, que bem querer intenso. A forma de me olhar, suas perguntas, seus gestos e pensamentos que eu podia decifrar. O perfume, perfume que embriaga minha mente, suas palavras que me enfeitiçaram. Nossas bocas, ah, isso é fascínio para qualquer um, toda ética some, e o sentimento sem explicação fica. Eu abaixo o olhar, fecho os olhos, sinto tudo, meu olhar te diz o que eu quero, sua falsa calma me responde e então, ficamos naquele silêncio que já diz por si. “Amandda, eu já te disse que sim, eu me sinto atraído por você, você é uma mulher muito bonita, sua boca é um espetáculo” Ainda escuto essas palavras sussurrando em meu ouvido.
E quando tudo acabou sem explicação nenhuma senti a dor mais profunda, a abstinência mais maluca, doeu muito não ter mais seus carinhos, orientações, atenção. Você entrou na minha vida e me cativou por sua forma correta de agir, sua ética se tornou motivo de admiração.
Tentei esquecer mais foi impossível. De onde vem esse sentimento todo? Por que me senti dependente de você? Será um amor? Amor puro, suave e carismático. Existem tantas formas de amar, eu não sei qual é a forma, só sei que amo.
 Hoje está tudo resolvido. E, seus olhos, eu sabia para onde eles queriam olhar, suas mãos, eu sabia onde elas queriam tocar, sua boca, eu sabia onde ela queria estar. Um olhar diz mais que mil palavras, eu disse e escutei muitas coisas...

Amado (Vanessa da Mata)

Como pode ser gostar de alguém
E esse tal alguém não ser seu
Fico desejando nós gastando o mar
Pôr do Sol, postal, mais ninguém

Peço tanto a Deus
Para esquecer
Mas só de pedir me lembro
Minha linda flor
Meu jasmim será
Meus melhores beijos serão seus

Sinto que você é ligado a mim
Sempre que estou indo, volto atrás
Estou entregue a ponto de estar sempre só
Esperando um sim ou nunca mais

É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer

Sinto absoluto o dom de existir, não há solidão, nem pena
Nessa doação, milagres do amor
Sinto uma extensão divina

É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer
Quero dançar com você
Dançar com você
Quero dançar com você
Dançar com você

sexta-feira, 29 de julho de 2011

A agonia da bulimia

         
Come, se satisfaz e vomita. Simples! –Não, não é nada simples, não se tem controle dos alimentos ingeridos, mesmo já estando cheia, a ânsia de comer se transforma em algo incontrolável. Colocamos a comida na boca enquanto o vomito já quer sair. Cheia, porém não satisfeita. E aonde esta essa tal satisfação? Deveria existir uma cirurgia para arrumar o que tem de errado no nosso cérebro. Mexer na área responsável pela bulimia, T.O.C. e outros problemas que nos perturbam. Doí, e é uma dor tão intensa que nem mesmo com remédios passa. Porque a dor é na alma, e quando doí na alma só o tempo pode curar. E até lá temos que aprender a viver com paliativos.
Isso é como droga, viciante, e gera sim abstinência. Cuidado jovens, se afastem daquele modelo que a mídia quer, seja você mesma, normal e feliz. Porque quando se entra é um processo muito grande pra sair desse ciclo vicioso.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Amy Winehouse --Musa eterna!


         Sempre achei patético fã que fica dizendo que esta triste pela morte de um ídolo, mas agora tive a ideia do quanto é frustrante, ruim, quando alguém que admiramos se vai. Sim, essa é a ordem natural das coisas, mas sempre somos pegos de surpresa, por mais que esteja falando da tão polêmica Amy Winehouse. Eu não esperava! Sem mais delongas, essa mulher fez muito pela música, sua voz é sua marca, Amy será sempre eterna nas nossas mentes. Suas atitudes, ah, a vida era dela, ela aproveitou como quis, quem somos nós para julgar?! Afinal...“Os bons morrem jovens.”







{ Back to black}

domingo, 24 de julho de 2011

Amigos...


Lendo o Blog de uma conhecida vi um post sobre amizade, ao ler o post, quase que como resposta resolvi soltar os versos...
“Ele era um amigo, cuidava de mim, me dava conselhos, tocava no meu rosto demostrando enorme carinho e felicidade por estar comigo. Com ele eu me sentia segura, ele era calmo, porém firme, sempre sabia o que dizer e quando dizer. Até que um dia o conto de fadas acabou, ele simplesmente sumiu da minha vida sem se preocupar com as consequências, sem se importar como eu me sentiria, como agiria ou como conseguiria sem ele. Para ele eu contei meus segredos, meus pontos fracos, me mostrei por completo e confiei! Hoje posso dizer sem chorar como antes que ele me ensinou a não confiar em ninguém. Parece radical, mas nem tanto.

Por tanto ai vai a dica para todos, se por acaso aparecer em sua vida um amigo, dê sim um voto de confiança, mas sem confiar por completo, saiba que se a pessoa é sua amiga ela estará com você em todos os momentos, principalmente nos momentos ruins, pois os amigos nos ‘levantam’.” --Se você conhece alguém em um momento difícil, e essa pessoa te ajuda, “levanta” saiba que ela pode sim ser um verdadeiro amigo, mas como não temos essa certeza tão fácil vale a dica: Quem mais quer o seu bem é você, em primeiro lugar você!

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Porque eu sou assim? Ah, talvez o signo explique!


Sou sagitariana! Meu elemento é o fogo, planeta regente Júpiter, meu signo está na nona casa, a casa das viagens e da filosofia. Gosto de experiências novas e intensas! .

“Sagitarianos são dolorosamente honestos com os outros e consigo mesmo. Sentimos quando não somos mais queridos ou apreciados e isto nos dói, mas vamos embora porque o medo de estarmos forçando a barra é maior que tudo. Dizem que sagitarianos não casam, não gostam de amarras, não é isto. É que somos extremamente apaixonados, nos dê paixão que te daremos o dobro em troca. Queremos intensidade e experiências, queremos transar, discutir sobre o mundo e dançar até o dia raiar. Porque somos exagerados, curiosos e tratamos os seres humanos... como seres humanos...”  --Evandro Santos

quarta-feira, 20 de julho de 2011

QUASE TUDO!


O tempo passou tão rápido que mal pude notar, de menina para mulher, de mulher para... Ah, sou um “quase tudo”. É assim que eu me vejo hoje, um quase tudo, quase menina, quase mulher, quase doce, quase amarga, quase forte, quase amedrontada, quase sonhadora, quase realista. Sim, eu sou um QUASE TUDO! Ainda não encontrei a formula para a perfeição, a formula para não sofrer e para não fazer ninguém sofrer, ainda sou errante.

 As vezes penso antes de agir, as vezes não. Sempre fui muito impulsiva, mas por vezes tive a sabedoria de recuar, remontar minha tática para ai sim voltar com força total. Muitos dizem o que é certo ou errado, muitos me rotulam, muitos querem que sejamos todos iguaizinhos a um robô, mas não, somos de carne e osso e com sentimentos particulares e incompreensíveis.

terça-feira, 19 de julho de 2011

“Sempre precisei de um pouco de atenção, acho que não sei quem sou só sei do que não gosto.”

         
Um momento pra cada dia, uma cabeça a cada ano. Viver, viver e viver. A vida é bela, porém um tantinho complexa, agente arruma aqui, arruma ali e assim vai indo. A vida não é como um cálculo matemático que da um resultado certo, muito menos tem um manual. Ou melhor existe sim um manual, mas esse manual somos nós que construímos com nossos erros, acertos, e ele só está pronto quando morremos. No meu manual há poucas coisas, mas acredite, nessas coisas eu não erro mais! 

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Acordei pra coisas que precisavam de atenção...

Peguei aqueles papeis velhos, amassei e joguei fora, peguei os rancores que tinha, amarrei tudo, estão bem presos e quase esquecidos (resumindo: cadê eles mesmo?!), deixei pra traz coisas que tinham que ser esquecidas, acordei pra coisas que precisavam de atenção. Na vida sempre é assim, tem dias que temos que dar uma “geral” em nossos sentimentos. Ou melhor, geral em nossas vidas.

Ontem a noite, segundos antes de dormir me lembrei de um texto de Artur da Távola, texto esse que me deixa pensativa. “Será que chego aos 40 (e pouquinho...) sabendo tudo isso?”

Coisas que a vida ensina depois dos 40

Amor não se implora, não se pede não se espera...
Amor se vive ou não.
Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para
mostrar ao homem o que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Água é um santo remédio.
Deus inventou o choro para o homem não explodir.
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.
A criatividade caminha junto com a falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade nunca te abandonam.
O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.
Há poesia em toda a criação divina.
Deus é o maior poeta de todos os tempos.
A música é a sobremesa da vida.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que
abrem portas para uma vida melhor
O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
E vive a vida mais alegremente...


Eu sou a única que quando acorda de um sonho MUITO bom e não consegue voltar pra ele fica deitada de olhos fechados imaginando a continuação dele?

 

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Voltei das férias!!!

       
Sim, também sou de carne, precisava de um tempo sem pensar em nada, um tempo só meu. Parei com os posts pois não conseguia escrever, preferir ficar quieta, deixar tudo passar e agora voltar... Depois de ótimas férias, com a cabeça relaxada e cheia de ideias neste Frenesi.

domingo, 19 de junho de 2011

Vamos brincar de “E se” ?


E se o mundo fosse perfeito?
E se crianças tivessem a solução dos grandes problemas?
E se desse certo?
E se bastasse querer pra ter?
E se a dor não incomodasse?
E se a vida fosse cheia de surpresas?  (Boas ou ruins)
E se você existisse como nos meus sonhos?
E se eu te amasse?
E se você me amasse?
E se fossemos felizes?
E se não passasse de um sonho?
E se os sonhos pudessem se tornar realidade?
E se eu tivesse direito à um pedido?
Escolheria você.
--E nunca vou falar isso a você, não vou correr o risco de perder o que já tenho. Agradeço a tudo que já aconteceu na minha vida... (um dia eu termino esse post, quem sabe?!)

Passado e Presente... (Mude o futuro)


- O que faz aqui sozinha? (Passado)
- Passando o tempo... `(Presente)
- Me da um trago? E, me diga o que aconteceu. (Passado)
- Arrependimento, medo. (Presente)
- Eu já tive muitos medos, mas eles já se controlaram... As coisas mudam, os conceitos também. Reveja os seus. (Passado)
- Será que há tempo? (Presente)
- Ah, nos fazemos nosso tempo, nossas ideias são moldáveis e o tempo não é tão cruel como dizem. Não quando se tem 18 anos e um belo par de seios. Acompanhados claro de uma linda boca, olhos e tudo mais. (Passado)
- O que quer dizer com isso? (Presente)
- Quando se tem minha idade, tudo muda. Aproveitei seu tempo e molde sua sorte! (Passado)

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Guerra contra a comida maldita!


Um post pequeno...

Não quero nada que não seja ajuda, se bem que sexo casual é sempre interessante (Brincadeirinha, rs) Mas  sério, realmente cheguei a conclusão que preciso de ajuda,  preciso de alguém que me compreenda . Apenas isso. Afinal...o  resto é o resto!

...


Hum... ele gosta de Lacoste em! Rs
Bom gosto!

" A última mulher que andou na linha, o trem matou"



Pois é, ainda bem que ando bem fora da linha. Apesar de não estar em uns dos meus melhores momentos tento ignorar as coisas ruins e me focar nesse mundo que esta em minha volta. Eita mundo complicado!
Vou caminhando cada degrau como se fosse uma conquista,
Examinando um pouco menos,
Andando mais livre e solta,
Menos preocupada em detalhes perturbadores,
Respirando mais fundo e sentindo o ar entrar,
Olhando tudo à minha volta... como existem coisas belas,
Como meus olhos estão vedados pra tudo isso,
Mas como disse em um post anterior o desejo fala mais alto, ele me move!

Vou errando esquanto o tempo me deixar...

Nada Sei

Nada sei dessa vida
Vivi sem saber
Nunca soube, nada saberei
Sigo sem saber...

Que lugar me pertence
que eu posso abandonar
Que lugar me contém
Que eu possa me parar...

Sou errada, sou errante
Sempre na estrada
sempre distante
Vou errando
Esquanto o tempo me deixar
Errando
Enquanto o tempo me deixar...

terça-feira, 14 de junho de 2011

Desejo...

       
O desejo nos move. É ele que nos da motivação para tudo, ele nos enlouquece, nos faz rir, provocar... E quando o desejo é proibido, ixi,  ai é que fica mais doce... hehe
Quando se tem desejo vamos longe, mas isso se aplica em tudo na nossa vida, o desejo move nossas vidas. Eu tenho alguns desejos (no momento eles estão ofuscados, mas estão aqui dentro). Desejo de uma profissão, de uma família, de ser feliz. Mas de todos meus desejos tem um lá dentro que mais grita. Tenho desejo de esquecer todo que me fez mal, tudo que eu já fiz de errado. Mas saiba, eu tenho uma visão um tanto quanto diferente do mundo... rs.
--E o desejo sempre grita mais alto! 
Se eu tivesse certeza que você me deseja como eu te desejo iriamos longe...

Um dia chego lá... Força amigas (Mias e Anas)


Já não consigo mais ter a percepção se é certo ou não. Reconheço que incomoda, mas a gordura incomoda mais. Não consigo imaginar meu futuro como antes eu imaginava, não consigo me idealizar daqui a 2 anos.
O peso se tornou uma preocupação constante, assustadora. E hoje eu tive uma triste certeza: Não sinto mais prazer em comer! A culpa é tão grande que nem mesmo na hora que estou me alimentando sinto prazer. Agora estou comendo dois morangos e eles já pesam no meu estomago.
A comida me faz mal, queria conseguir viver sem ela. Estou em guerra contra a comida maldita! Por que o mundo é injusto? Por que somos obrigadas a entrar em um padrão estabelecido pela sociedade?
Eu me vejo no chão, e quem me olha de baixo diz: --“Doente”. Sociedade imunda e preconceituosa. Sociedade que nos empoem regras (padrões) que não conseguimos cumprir. E ai? E ai que quem sofre é quem estar à margem dessa sociedade.
O universo ao meu redor me assusta. Cadê aquela mulher que não tinha medos? Aquela que sempre conseguia o que queria e que não necessitava de afeto. Cadê? –Ah, ela era só uma personagem, personagem essa que não morreu, só estar respirando com a ajuda de aparelhos, mas que se eu quiser ela volta. Pensando bem eu era mais feliz quando permanecia fria à qualquer coisa. Quando era a vilã da história em quadrinhos que eu mesma escrevi. Afinal, mocinhas só se ferram, só sofrem, só se dão mal.
Eu queria apagar durante uns tempos, deixar esse mundo e voltar só quando essa fase ruim tiver passado. Por que é apavorante. Ainda não sou madura o suficiente para aguentar.


 

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Este Frenesi fugiu do meu controle!

O que é mais triste que a mocinha chorando? Possivelmente não há nada. Ela é doce, pura e verdadeira. - E quando não é a mocinha que chora e sim a vilã? Ah, ai a história muda, todos dizem “Isso é frescura.” “Problemas que ela mesma cria.” “Nem deve ser de verdade.”  

Estou prestes a entrar em paradoxo total. Não sei mais o que é certo, perdi a noção das coisas, dos valores. Eu estou caindo... este “Frenesi” fugiu do meu controle, parece que as coisas que eu falo não fazem sentido algum. Minha mente não faz mais sentido...                                             

domingo, 12 de junho de 2011

As angustias...


Acordo, abro os olhos e  me encontro em um universo de coisas a serem conferidas, contadas, limpas... São 7:45 da manha, fico deitada fazendo aquela conferencia infernal até as 9:00 quando mando uma msg para uma pessoa que possivelmente poderia me ajudar. Depois me sinto estranha, sinto que preciso limpar umas coisas... levanto, vou lavar roupas, depois limpar meu quarto, esfregando bastante para que não fique nada sujo, depois tomo um bom banho e logo chega a hora do almoço. Eu não quero comer, se comer sei que vou vomitar. Então vou para a cama me deitar. Ele retorna minha msg, trocamos algumas palavras, ele me tranquiliza, me faz pensar. Mas a tristeza se espalha pelo resto da tarde. “Meu Deus, por que isso não passa!” Eu estava tão nervosa que tinha medo. Os minutos não passavam... a angustia aumentava... Depois de muito tempo a noite chega, me deitei, pensei um pouco, mas logo dormi. Hoje pela manha foi tudo quase igual, não foi um dia agradável, ele se perdurou mais que ontem por sinal. Tentei assistir um filme, e nada mais, dormi bastante, pensei e agora tirei um tempo para escrever...
Estou começando a achar que tenho devaneios demais para um blog. Por que não escrever mais? Escrever algo mais longo e intenso?  Colocar pra fora todas angustias e emoções que aqui carrego? Ah... um caso a se pensar. A garota do blog estar cansanda de censura... está querendo escrever, escrever mais que antes. E por falar em “antes” Ah... cadê aquelas postagens que aqui abitavam? Aquelas que eu apaguei (nunca mais faço isso). Pois é, eu as salvei aqui no pc, em breve talvez as coloque novamente, isto é, as que são reaproveitáveis.
Por hoje é só, preciso descansar um pouco, amanha é segunda e preciso estar melhor. Boa Noite aos blogueiros de plantão!

Sem Título

Eu preciso de alguém. Mas não é de um homem, e sim de um amigo, amigo pra me ouvir, para me ver chorar em seu ombro, para me acalmar. O fardo estar pesado demais, não aguento sozinha.

Bons textos ou textos reais?


Ultimamente nada real tem sido bom. Então chego aquele dilema, escrever o que?!  Meu Frenesi não é um blog “novinho” , quer dizer, eu já tive diversos blogs que tinham no nome Frenesi, sempre passava um tempo escrevendo, depois sem motivo aparente excluía o blog, ou então as postagens dele. Quando voltei a escrever aqui prometi a mim mesma que não excluiria este, que não recomeçaria do zero, e assim tenho tentado fazer.

Mas nunca entendi porque a vontade de recomeçar, ou melhor, acho que agora entendo. Sempre tentei reescrever minha vida, mas acho que só agora percebo que não tem como. Tenho que ter sabedoria para conseguir lidar com isso.
“O que passou, passou. Olhe pra frente!”  (Dr. J****)

 

O que eu ganho, o que eu perco, ninguém precisa saber!

         
Foi a melhor noite da minha vida. Ele já estava vestido, eu o derrubei na cama e disse EU QUERO MAIS! Como tinha rolado um desentendimentozinho ele dizia já estar tarde, eu ignorava, pois não queria que ficasse nenhum clima ruim. Eu havia jogado o controle da luz longe, estávamos completamente no escuro, eu sentia suas mãos sobre meus seios,  minha barriga, minhas coxas... quando percebi que ele já estava louco, falei “Vamos! Estar tarde.” Ele apenas respirava profundamente e me mandava continuar. Transamos mais uma vez, ou como ele mesmo disse “Fizemos amor”.
Depois ele me pediu um abraço, eu não me contive e umas lagrimas caíram, abraçada a ele me senti feliz. Depois ele disse que um momento como aquele não daria pra esquecer...

--Mentir nessa altura do campeonato não muda nada.
            Existem coisas que só acontecem para nos ensinar algo, as vezes nem precisa estar escrito, apenas acontece.
          Eu posso falar com toda certeza que aprendi muito com você virginiano metódico. (Rs) Aprendi coisas que nem mesmo sabia que existia.
“Então guarde como uma coisa boa.” --Guardarei.
Afinal: “...O que eu ganho, o que eu perco, ninguém precisa saber...”  (Lulu Santos)
 

sexta-feira, 10 de junho de 2011

O que eu espero...


Espero que seja bom,
Espero me focar em coisas uteis, 
Espero que passe o que me faz mal,
Espero sorrir,
Espero me apaixonar vaaa...rias vezes...
Espero sentir,
Espero não ter medo na hora certa,
Espero ter sabedoria,
Espero chorar apenas quando for necessário,
Espero poder mudar o mundo (sei que é impossível, mas vou tentando implantar meus ideais aos poucos...rs)
E pra agora, ahhh... pra agora eu quero é aproveitar! Sabe porque?
Por que a noite é uma criança!
FUI !!!!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Blogueira lésbica presa na Síria


Navegando pelo mundo na net vi uma noticia que realmente me deixou surpresa e triste.  A prisão de uma blogueira lésbica. Em seu blog A Gay Girl in Damascus ela fala abertamente sobre sua sexualidade e critica o presidente sírio. Textos escritos por uma suposta prima de Amina Arraf  afirmam que ela foi detida por forças de segurança da sírias em Damasco. Porém, jornalistas levantaram dúvida sobre a existência de Amina Arraf, depois que uma pessoa que se identificou como amiga pessoal de Amina, confessou nunca ter se encontrado pessoalmente com a dona do blog. Mas, se tratando de um pais que ainda não aceitou o fato que existe sim pessoas com outras orientações sexuais (não que o Brasil seja 100% a favor, mas...), é sim possível que Amina Arraf tenha sido pressa e esteja sendo torturada pelas forças de segurança do local. Nada me tira da cabeça que esse menina que disse ser amiga pessoal de Amina tenha sido obrigada a mudar sua versão. Enfim sociedade, vamos parar de ser preconceituosa e aceitar as pessoas independentemente de sua condição/orientação sexual.
--Só para constar: Eu apenas sou a favor de direitos iguais! Prezo pela felicidade e bem estar de todos. O fato de sentirem atração por pessoas do mesmo sexo é só um detalhe. Sou heterossexual e a favor de liberdade e igualdade!

--Carpe Diem--

        
 Tem dias que realmente não queremos fazer nada, dias esses que geralmente são posteriores à acontecimentos não muito agradáveis, mas depois, (dia seguinte) tudo muda. Temos a vontade (obrigação, rs) de ver o mundo como ele realmente é. -Sinto ver de uma forma um tanto quando distorcida- mas... é só questão de tempo. As pessoas (bonitas), o verde das arvores, dos gramados, uma criança linda sorrindo, um cachorrinho abanando o rabinho, um gatinho enroscando em minha perna, o canto dos pássaros, o vento batendo em nosso rosto, o laranja do pôr-do-sol, tudo isso é como se fosse um aviso: Acorda e aproveita a vida! 

Maus-tratos envolvendo animais, Isso é ser cruel, isso é crime!

        
É  triste saber que existe pessoas que maltratam ou abandonam seus animais. O que ele fez à você?! Pare e pense. Ele abanou o rapinho ao te ver chegar, brincou com você, te deu alegrias e agora você simplesmente o abandonada. Animais são seres dóceis e sem defesa alguma. Só buscam carinho, alimentação, buscam um dono para poder abanar o rabinho expressando uma enorme alegria.
Estamos chegando no mês de férias, que é quando o número de animais abandonados cresce assustadoramente. Sim, acredite, pelo simples fato de não ter com quem deixar o animalzinho nesta época de férias seus donos preferem abandonar. Isso é ser cruel, isso é crime!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

terça-feira, 7 de junho de 2011

Dizem por ai... “Ela é puxo êxtase!”


“Toda brincadeira
Não devia ter hora pra acabar...
Esmalte vermelho...
Os pés no salto alto
Cheios de desejo...
De tão alucinada
Já tá rindo à toa
Quando olha para os lados
À todos atordoa,
A sua roupa montada
Parece divertir
Os olhos gulosos
De quem quer me despir...”


Você pensa assim? É uns dos muitos... hehe

Para o Mr.
Por que existem pessoas que insistem em algo que já ficou no passado? Ficar arrastando as coisas... coisas antigas... Para pra pensar, faz muito tempo, ano passado, passou!
Não, não quero mais, não quero problemas, quero apenas viver. Mas também não quero que acabe nossa “amizade” você me faz bem, mas sem esse estresse de “você está fria”. Quem me conhece sabe que eu não sou de ficar fria com ninguém. As coisas mudaram, entenda. E... eu gosto de você, mas...  como um amigo.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

High And Dry

Melodia fascinante... Trilha sonora de “Quanto Dura o Amor?”. Parece ser um ótimo filme! 

 

Patética Lógica Masculina...



-Bom dia Amandda!  -Sussurrou ele no meu ouvido-
- Bom Dia! –Respondi assustada-
- Está melhor? Quer dizer, como tem passado?
- Estou bem!
Ele me olhou de uma forma um tanto quanto estranha, é raro isso, mas eu me sentia acuada, sem saber  que fazer. Por que ele chegou tão perto?  Seu olhar me dava arrepios (por incrível que pareça eu não gostei!)  Ele me olhava e sorria, tocou meu rosto, e disse “Fique bem!” 
Nossa, o que há com ele? Só pode ter fugido do controle, ele devia ao menos ter bom senso. Alguém poderia ver aquela demonstração de afeto. Mas o fato nem é esse. O que eu realmente queria é entender o que passa na cabeça daquele homem. Reativar uma história de tempos... mexer no que está quieto só da coisa errada. Ainda mais quando uma das partes não está mais interessada. Estou fugindo de confusão! Ainda mais confusões passadas...
É incrível como os homens sempre acham que NÃO quer dizer TALVEZ, que TALVEZ quer dizer SIM e que SIM quer dizer AGORA! (Risos) Como é patética a lógica masculina.